sábado, 12 de Junho de 2010

"Gestão de Conflitos" de Idalberto Chiavenato

"As pessoas nunca têm objectivos e interesses idênticos.As diferenças de objectivos e interesses pessoais sempre produzem alguma espécie de conflito. O conflito é inerente à vida de cada indivíduo e faz parte inevitável da natureza humana. Constitui o lado oposto da cooperação e da colaboração.A palavra conflito está ligada ao desacordo, discórdia, divergência, dissonância, controvérsia ou antagonismo. Para que haja conflito, além da diferença de objectivos e interesses, deve haver necessariamente uma interferência deliberada de uma das partes - seja o indivíduo seja o grupo - tenta alcançar seus próprios objectivos interligados com outra parte, a qual interfere na sua busca de atingir os objectivos. A interferência pode ser ativa (mediante ação para provocar obstáculos, bloqueios ou impedimentos) ou passiva (mediante omissão). Assim, o conflito é muito mais do que um simples desacordo ou divergência: constitui uma interferência ativa ou passiva, mas deliberada para impor um bloqueio sobre a tentativa de outra parte de alcançar os seus objectivos, O conflito pode ocorrer no contexto de relacionamento entre duas ou mais partes: pode ocorrer entre pessoas ou entre grupos e organizações. Também pode ocorrer entre mais de duas partes ao mesmo tempo."
in Idalberto Chiavenato, (2005). Gestão de pessoas. 2ª Edição. Rio de Janeiro: Elsevier.

Sem comentários: